Núcleo Natal/RN recebe visita técnica da analista de projetos do Instituto Compartilhar, Kátia Keller, e encontro é bastante produtivo

Analista de projetos do Instituto Compartilhar, Kátia Keller, se encontra com professores do Núcleo Natal/RN do projeto Vôlei em Rede.

Em outra matéria os destaques foram as visitas técnicas realizadas aos núcleos socioesportivos do Instituto Compartilhar localizados nos estados de Minas Gerais, Paraná e São Paulo. Desta vez, a visita técnica aconteceu no Núcleo Natal/RN do projeto Vôlei em Rede, entre os dias 5 e 7 de abril, com o objetivo de aperfeiçoar a aplicação da Metodologia Compartilhar de Iniciação ao Voleibol. A analista de projetos da entidade, Kátia Keller, foi até lá para conferir o andamento das aulas, conversar e trocar ideias com os professores e voltou ao escritório administrativo – em Curitiba – muito satisfeita com o trabalho desenvolvido no núcleo.

Alunos participam das aulas de minivôlei normalmente durante a visita da analista de projetos.

Kátia pôde observar de perto o trabalho realizado com as crianças e adolescentes durante as aulas de minivôlei, o que contribui bastante para o aprimoramento da metodologia. Mesmo com o contato permanente via trocas de e-mails e telefonemas, as visitas técnicas são fundamentais pois permitem ajustes imediatos para a melhor condução das aulas.  “Os professores são motivados, atenciosos com os alunos e comprometidos com o projeto. Isso fortalece e acrescenta muito no aprendizado do voleibol”, contou a analista de projetos. Kátia ainda complementou que o Núcleo Natal é bastante organizado e possui um grande calendário de eventos, além de várias ações realizadas em conjunto com a Universidade Potiguar, parceira do projeto na cidade.

Kátia faz reuniões para aprimoramento da Metodologia Compartilhar de Iniciação ao Voleibol.

De acordo com a analista todos do núcleo se envolvem com as atividades com muito carinho, o que torna o projeto especial para os alunos. Prova disso é o grande número de meninos e meninas sempre presentes nas aulas e eventos. A parceria com o Natal Volley Club – sede das aulas – também é um ponto positivo. O espaço conta com uma professora aposentada que ajuda as crianças e adolescentes do projeto, voluntariamente, ao dar aulas de reforço escolar nas matérias de português e matemática sempre que preciso.

Parceiros do Núcleo Natal/RN: Prefeitura Municipal do Natal, Natal Volley Club, Centro de Educação Integrada e Universidade Potiguar.

Fotos: Divulgação IC

Profissionais e acadêmicos da área da saúde dão dicas importantes aos alunos do Núcleo Natal/RN do projeto Vôlei em Rede

No dia 05 de abril, alunos do projeto Vôlei em Rede conhecem o funcionamento do Samu de Natal/RN.

Orientações de primeiros socorros conquistaram a atenção das crianças e adolescentes do Núcleo Natal/RN do projeto Vôlei em Rede. Além de assistirem a uma palestra sobre o tema, os alunos participaram de atividades práticas durante o dia 05 de abril. Eles ficaram atentos às informações passadas pelos profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) da cidade e pelos acadêmicos da Universidade Potiguar – UnP. Na semana anterior, os alunos receberam dicas sobre alimentação saudável.

Crianças e adolescentes aprendem a realizar reanimação cardiopulmonar.

Segundo a coordenadora do Núcleo de Educação Permanente do Samu, Rogéria Abrantes, o projeto Samuzinho tem como objetivo desenvolver atividades teóricas e práticas para levar conhecimento a crianças e jovens e alertar sobre os prejuízos causados por trotes. Na oportunidade, os alunos do projeto receberam noções sobre suporte básico de vida, reanimação cardiopulmonar, desobstrução das vias aéreas e funcionamento do Samu Natal. A analista de projetos do Instituto Compartilhar, Kátia Keller, esteve presente e acompanhou toda a ação.

Acadêmicos de enfermagem da Universidade Potiguar realizam palestra sobre alimentação saudável no dia 31 de março.

No dia 31 de março, os alunos também estiveram envolvidos com o tema saúde. Eles participaram de uma palestra feita pelos acadêmicos de enfermagem da Universidade Potiguar sobre a importância de manter uma alimentação saudável e sua relação com a prática de esportes e atividades físicas. Ao final da palestra os alunos foram contemplados com uma degustação especial de salada de frutas.

Fotos: Divulgação IC

Parceiros do Núcleo Natal/RN: Prefeitura Municipal do Natal, Natal Volley Club, Centro de Educação Integrada e Universidade Potiguar.

Analista de projetos do Instituto Compartilhar, Vinicius Petrunko, viaja para os Estados Unidos e conhece um pouco mais sobre o sistema de treino americano de voleibol

Analista de projetos do Instituto Compartilhar, Vinicius Petrunko, visita o estádio de futebol americano do time Seattle Seahawks.

Com o objetivo de expandir seus conhecimentos e aprimorar sua experiência com o voleibol, o analista de projetos do Instituto Compartilhar, Vinicius Petrunko, realizou uma viagem para os Estados Unidos. Ele vivenciou na prática o sistema de treino do país, acompanhou a rotina de atletas, competições e, de quebra, aproveitou para curtir as cidades por onde passou. A aventura durou três meses – de janeiro a março, e deixou lembranças marcantes.

Em Seattle, no estado de Washington, Vinicius ficou hospedado na casa do dono de um dos clubs de voleibol da cidade, David Weit, que conheceu por intermédio do seu amigo brasileiro, Marcelo Melado. Isso ajudou bastante, pois proporcionou ao analista entender e vivenciar melhor a rotina de atletas de uma equipe feminina com o esporte. Esses clubs reúnem crianças e adolescentes de diferentes escolas, suportam, normalmente, em torno de 200 alunos, e formam times para a participação em competições.

Vinicius conta com o apoio de seu amigo brasileiro Marcelo Melado.

O analista conta que o método de treino e preparo americano utilizado em Seattle é bastante diferente do brasileiro e pode até surpreender à primeira vista. Por lá, todas as crianças e adolescentes, independente da faixa etária, acompanham o mesmo treino e realizam os mesmos exercícios em sincronia. “Quando você chega isso causa um impacto muito grande, mas com o tempo as coisas acabam fazendo um certo sentido e é possível perceber como esse sistema funciona”, explicou.

Depois de Seattle foi a vez de Las Vegas, em Nevada, onde Vinicius ficou por apenas dois dias, tempo suficiente para acompanhar o Southern California Volleyball Association (SCVA), um dos maiores torneios de vôlei do país que contou com 544 equipes de vários estados. O analista afirmou que o que mais lhe impressionou foi o comprometimento dos atletas e o apoio da família dos competidores: “a primeira coisa que chama atenção é a quantidade de atletas envolvidos, muita gente participa”. Por último, Vinicius foi à Dallas, no Texas. Segundo ele, vários dos treinadores da cidade são brasileiros, o que lhe possibilitou conhecer, além da visão e rotina americana com o voleibol, o ponto de vista de seus conterrâneos.

Equipe Instinct é acompanhada por Vinicius durante sua estada em Seattle, Washington.

Essa foi a primeira vez que Vinicius visitou o país e ele contou que ficou bastante feliz com a receptividade americana, e que mesmo sem conhecer David previamente, foi muito bem acolhido pelo empresário e sua família. Além de ter conhecido a neve em Seattle, uma experiência incrível, o analista também revelou que ficou bastante impressionado com a estrutura e beleza de Las Vegas: “é uma cidade que dá impressão que não existe, muito diferente de tudo”.

Fotos: Divulgação IC.

Biblioteca Núcleo Guaratuba é inaugurada e incentiva alunos a desenvolverem o hábito da leitura

Biblioteca Núcleo Guaratuba recebe doação de livros relacionados ao esporte.

Idealizada pela professora de educação física Cássia Graciotto, a Biblioteca Núcleo Guaratuba – Ler é tão bom quanto jogar – é um projeto que visa incentivar a leitura das crianças e adolescentes que frequentam as aulas do projeto Núcleos de Iniciação ao Voleibol no Paraná da cidade. A iniciativa conta com um acervo de livros relacionados ao esporte, doados pela comunidade. A parceira institucional Ouro do Instituto Compartilhar, a Editora Sextante, abraçou a causa e foi uma das empresas doadoras.

Alunos do projeto Núcleos de Iniciação ao Voleibol no Paraná ficam entusiasmados com o acervo de livros da Biblioteca.

A ideia surgiu depois que a professora constatou a falta do hábito da leitura entre as crianças e adolescentes durante as atividades do Dia Nacional do Livro – celebrado em 29 de outubro – realizadas nos últimos anos. Cássia pôde perceber que vários alunos não têm livros em suas casas e que, apesar da biblioteca da escola possuir grande variedade de livros, de acordo com a garotada, eles não são atraentes. Assim, a Biblioteca Guaratuba tem como objetivos incentivar a leitura e contribuir com a formação das crianças e adolescentes por meio de histórias do esporte e superação, já que muitos livros são de biografias.

Outro ponto positivo da Biblioteca é um espaço destinado para que os alunos possam dar as suas opiniões sobre as obras, favorecendo também o lado crítico da garotada. A aluna Aline dos Santos, 12 anos, da categoria Mini 3×3, foi quem fez o primeiro empréstimo e ela escolheu o livro do técnico de voleibol e diretor-presidente do Instituto Compartilhar, Bernardinho.

“Ler é tão bom quanto jogar”: iniciativa promete incentivar o hábito da leitura entre crianças e adolescentes.

“Acho muito importante essa iniciativa. Como mãe de aluna e leitora assídua super aprovo essa ideia da professora Cássia. Parabéns!”, declarou Fabiana Landgraf, mãe da aluna Amanda, 15 anos, da categoria Vôlei. Segundo o Ministério da Educação, dentre várias vantagens, a leitura é considerada um ato valioso para o desenvolvimento pessoal e profissional, melhora a comunicação, a escrita e desenvolve a criatividade.

Fotos: Divulgação IC

Parceiros do projeto Núcleos de Iniciação ao Voleibol no Paraná: Governo do Estado do Paraná e Unilever. Via Lei Federal de Incentivo ao Esporte: Unilever e Ministério do Esporte.

Alunos ficam motivados após primeiro festival de 2016 nos Núcleos Lagoa Santa/MG

Brincadeiras reforçam valores trabalhos na Metodologia Compartilhar de Iniciação ao Voleibol.

As crianças e adolescentes dos núcleos Campinho e Santos Dumont – Lagoa Santa/MG se reuniram, no dia primeiro de abril, para participar do Festival de Boas-vindas, o primeiro evento do ano deles. Brincadeiras, atividades de valores e, é claro, voleibol, marcaram o encontro dessa garotada do projeto Vôlei em Rede, que foi realizado na quadra da Escola Municipal Coronel Pedro Vieira, sede do Núcleo Campinho. O objetivo foi promover a integração entre os alunos e eles não só adoraram, como pediram por mais.

O período da manhã foi destinado as crianças da categoria Mini 2×2 (9 e 10 anos). Elas participaram de várias brincadeiras, uma delas foi o alfabeto humano em que os alunos reproduziram a palavra cooperação. A outra foi uma corrida maluca que precisou da ajuda de todos para dar certo. “Foi muito legal!”, avaliou a professora do Núcleo Campinho, Juliana Montebrune. A aluna Ana Clara da Silva, 9 anos, do mesmo núcleo, concordou: “adorei, quero mais!”.

Jogos de voleibol envolvem as crianças e adolescentes do Núcleo Campinho e Núcleo Santos Dumont em Lagoa Santa/MG.

No período da tarde, as crianças e adolescentes das categorias Mini 3×3, Mini 4×4 e Vôlei foram divididas em dois grupos que se revezaram para participar dos jogos e das atividades de valores realizadas na sala de internet da escola. Nessa atividade, eles assistiram a vídeos e conversaram com os professores sobre cooperação, responsabilidade, respeito e autonomia.  “Gostei muito, devia ter todo mês”, afirmou Mateus dos Santos, 14 anos, da categoria Mini 4×4 do Núcleo Campinho.  Durante os jogos dos dois períodos, as equipes foram formadas por integrantes dos dois núcleos.

A cooperação esteve em alta durante todo o Festival de Boas-vindas, pois além das atividades de valores a garotada exerceu a arbitragem dos jogos, levou lanche para a confraternização e ajudou a manter a limpeza do local. Esse foi o primeiro evento em que as atividades foram inteiramente criadas pelos professores, sem a intervenção da coordenação. De acordo com a analista de projetos do Instituto Compartilhar, Kátia Keller, isso foi muito positivo, pois favoreceu a autonomia dos profissionais.

Alunos comemoram o evento e pedem por mais.

Kátia esteve presente na comemoração e revelou que a organização estava impecável: “é sempre bom ver o brilho nos olhos e a felicidade dos alunos jogando e se divertindo, sem contar a melhora no nível técnico que foi visível. Parabenizo os professores Juliana Montebrune e Marcos Vinícius da Silva pelo trabalho que ambos vem realizando a frente dos Núcleos Lagoa Santa”. O transporte dos alunos do Núcleo Santos Dumont foi cedido pela Prefeitura Municipal de Lagoa Santa, parceira do projeto Vôlei em Rede na cidade.

Fotos: Divulgação IC

Parceiros dos Núcleos Lagoa Santa/MG: Prefeitura Municipal de Lagoa Santa e Uptime.

Visitas técnicas são realizadas em vários núcleos socioesportivos do Instituto Compartilhar espalhados pelo Brasil

A coordenadora dos Núcleos Interior/PR, Tatiana Ribas, (à esq.) e o coordenador do projeto Núcleos de Iniciação ao Voleibol no Paraná, Josmar Coelho (à dir. da foto), visitam os Núcleos Interior/PR e aproveitam para realizar a distribuição de materiais.

Durante o mês de março a analista de projetos do Instituto Compartilhar, Kátia Keller, realizou visitas técnicas aos núcleos dos estados de Minas Gerais e São Paulo e o coordenador pedagógico do projeto Núcleos de Iniciação ao Voleibol no Paraná, Josmar Coelho, e a coordenadora dos Núcleos Interior/PR, Tatiana Ribas, estiveram nas escolas com aulas do Compartilhar no interior do estado. Entre os objetivos das visitas estavam a entrega de materiais, o credenciamento de novos profissionais de educação física na Metodologia Compartilhar de Iniciação ao Voleibol e o aperfeiçoamento de professores que já trabalham na entidade.

Entre os dias 21 e 24 de março, Josmar e Tatiana – ex-professora do Núcleo Central, em Curitiba, que assumiu a coordenação dos Núcleos Interior/PR no início deste ano – visitaram oito núcleos: Cascavel, Cianorte, Cornélio Procópio, Francisco Beltrão, Londrina, Maringá, Pato Branco e Toledo. Depois do feriado da Páscoa, nos dias 28 a 31 do mesmo mês, os encontros voltaram a acontecer, desta vez nos núcleos Campo Largo, Guaratuba, Pitanga e Ponta Grossa.

Apesar de já conhecer os professores do projeto, essas reuniões foram uma ótima oportunidade para Tatiana entender melhor a realidade dos núcleos e ver os resultados que o Instituto Compartilhar tem alcançado nestes locais. Ela contou que foi bem recebida por todos, e que diretores e representantes das escolas visitadas afirmaram ter percebido mudanças positivas em suas instituições de ensino após a implementação do projeto. Nos encontros, os coordenadores realizaram a entrega de materiais aos Núcleos Interior, além de bolas, cones e redes para a prática de exercícios, entregaram cartolinas, lápis e folhas para o trabalho de valores com as crianças e adolescentes.

Analista de projetos do Instituto Compartilhar, Kátia Keller, realiza atividade prática com profissionais de educação física e professores do projeto Vôlei em Rede durante credenciamento e aperfeiçoamento.

Já a analista de projetos Kátia esteve em Campinas/SP entre os dias 21 e 23 de março com professores dos núcleos Campinas e Itu do projeto Vôlei em Rede. Além do aperfeiçoamento na Metodologia Compartilhar de Iniciação ao Voleibol, ela aproveitou a oportunidade para realizar o credenciamento de dois profissionais de educação física: Denise Vegas, que irá trabalhar no Núcleo São Domingos – Campinas/SP, e Marcell Silva, que no momento não assumirá as aulas de nenhum núcleo. Os encontros foram produtivos e contaram com atividades práticas e teóricas.

 

Credenciamento de novos professores é realizado durante a visita técnica de Kátia em Campinas/SP.

Kátia também visitou os Núcleos Lagoa Santa/MG do projeto Vôlei em Rede. Durante os dias 30 e 31, a analista apresentou dados de 2015, conversou com os professores sobre o planejamento de aulas, eventos, avaliações técnicas e de valores, entre outros assuntos também abordados em Campinas. Kátia voltou bastante entusiasmada: “foi muito bom! A sensação de dever cumprido ao auxiliar e esclarecer as dúvidas e dificuldades práticas dos professores é o que mais me deixa realizada”, revelou.

Fotos: Divulgação IC

Parceiros do projeto Núcleos de Iniciação ao Voleibol no Paraná: Governo do Estado do Paraná e Unilever. Via Lei Federal de Incentivo ao Esporte: Unilever e Ministério do Esporte.

Parceiros dos Núcleos Campinas/SP do projeto Vôlei em Rede: Prefeitura Municipal de Campinas, Brasil Kirin e com apoio da Sanasa.

Parceiros dos Núcleos Itu/SP do projeto Vôlei em Rede: Prefeitura Municipal de Itu e Brasil Kirin.

Parceiros dos Núcleos Lagoa Santa/MG do projeto Vôlei em Rede: Prefeitura Municipal de Lagoa Santa e Uptime.

Em clima de diversão, crianças e adolescentes do Núcleo Central – Curitiba/PR conhecem o significado dos elementos que representam a Páscoa

Nariz e bigode de coelhinho enfeitam as crianças e adolescentes do Núcleo Central, em Curitiba, no evento de comemoração à Páscoa.

Mistério, felicidade, atividade física e, é claro, voleibol resumem a comemoração da Páscoa das crianças e adolescentes do Núcleo Central, em Curitiba. Durante os dias 23 e 24 de março, os professores desenvolveram brincadeiras que, além de divertidas, mostraram aos alunos do projeto Núcleos de Iniciação ao Voleibol no Paraná o significado de elementos característicos desta data especial.

Para entrar no clima e começar a brincadeira, todos pintaram o rosto com nariz e bigode de coelhinho e foram divididos em três grupos distinguidos pelas cores branca, azul e amarela. Após o aquecimento, as atividades giraram em torno de enigmas relacionados ao ovo, cruz, coelho, pão e vinho que simbolizam a Páscoa.

Enigma da Páscoa: alunos conhecem o significado do ovo, cruz, coelho, pão e vinho ao mesmo tempo em que se divertem.

Foram criadas quatro estações diferentes, uma para cada elemento. A equipe tinha que se deslocar até uma das estações para executar uma prova (realizar polichinelos, dar uma volta em torno do ginásio, participar da ginástica maluca e passar um arco entre todos os membros da equipe). Após o cumprimento do exercício, o enigma era desvendado. “Gostei muito da atividade! Achei divertida e diferente, pois foi um momento que uniu a reflexão sobre o verdadeiro significado da Páscoa juntamente com o esporte/atividade física. Ambos são muito importantes para o desenvolvimento humano”, revelou o aluno Matheus Funaki, 15 anos, da categoria Super Vôlei.

Participantes do evento celebram o sucesso das atividades com doces.

As atividades envolveram a todos num geral, professores, alunos e estagiários puderam se divertir. Segundo o professor Alexandro Martins, esse ano o projeto buscou realizar uma ação diferente, não apenas entregar balas e doces, mas também ensinar o real sentido na Páscoa, que se perde nas gerações. “Acredito que o objetivo tenha sido alcançado pelo depoimento de diversos alunos e por conversas com os pais”, contou o professor. Ao final, os alunos receberam doces.

Fotos: Divulgação IC.

Parceiros do projeto Núcleos de Iniciação ao Voleibol no Paraná: Governo do Estado do Paraná e Unilever. Via Lei Federal de Incentivo ao Esporte: Unilever e Ministério do Esporte.

Núcleo Natal/RN participa da 3ª Caminhada pela Inclusão em comemoração ao Dia Internacional da Síndrome de Down

Alunos do Núcleo Natal/RN se preparam para a 3ª Caminhada pela Inclusão em comemoração ao Dia Internacional da Síndrome de Down.

Os alunos do Núcleo Natal/RN saíram pelas ruas da cidade no domingo, 20 de março, para comemorar o Dia Internacional da Síndrome de Down – celebrado oficialmente no dia 21. A empolgação da garotada durante a 3ª Caminhada pela Inclusão chamou a atenção. Ao todo, 50 crianças e adolescentes participaram do evento com o objetivo de reforçar o princípio da igualdade entre todos. Algumas mães também marcaram presença.

Participantes do evento carregam faixas com mensagens de carinho aos portadores da síndrome.

Durante o percurso, as crianças e adolescentes carregaram faixas com mensagens de carinho aos portadores da síndrome, como “Não somos diferentes, fazemos a diferença”. Além da caminhada, os alunos puderam participar de uma aula de Zumba. O tempo ajudou bastante, o dia estava ensolarado e facilitou a realização das atividades físicas.

Crianças e adolescentes ajudam a manter a limpeza do local.

Para repor as energias, os alunos ganharam lanches e foram cooperativos ao manterem a limpeza do local: eles ajudaram a recolher copos plásticos e latinhas de refrigerante do chão.  A Universidade Potiguar (UnP), parceira do Núcleo Natal, cedeu o transporte para viabilizar a participação das crianças e adolescentes no evento.

Fotos: Divulgação IC.

Parceiros do Núcleo Natal/RN: Prefeitura Municipal do Natal, Natal Volley Club, Centro de Educação Integrada e Universidade Potiguar.

Viagem ao Rio de Janeiro/RJ marca formatura dos alunos do Núcleo Central, em Curitiba

Formandos do Super Vôlei do Núcleo Central pegam autógrafos e tiram fotos com as atletas do Rexona-Ades no Tijuca Tênis Clube durante treino da equipe.

A dedicação de mais de 20 adolescentes do projeto Núcleos de Iniciação ao Voleibol no Paraná movimentou uma caravana de Curitiba ao Rio de Janeiro para assistir ao clássico de voleibol feminino entre as equipes do Rexona-Ades (Rio) e Vôlei Nestlé (Osasco) que aconteceu no Tijuca Tênis Clube na sexta-feira, 4 de março. Acompanhados por profissionais do Instituto Compartilhar, os alunos da categoria Super Vôlei do Núcleo Central passaram cerca de 40 horas juntos. Eles aproveitaram ao máximo a viagem e de quebra ganharam destaque em uma reportagem produzida pelo Globo Esporte.

Na saída de Curitiba, na quinta-feira à noite, a expectativa já era grande, inclusive dos pais e responsáveis que acompanharam o embarque dos alunos no ônibus. Foram mais de 800km percorridos até chegar à cidade carioca, em uma viagem que durou cerca de 12 horas. A primeira parada foi no Tijuca Tênis Clube para acompanhar um pouquinho do treino do Rexona-Ades comandado pelo técnico Bernardinho, diretor presidente do Compartilhar e, é claro, conseguir autógrafos e fotos com as jogadoras.

Passeio pelo Rio de Janeiro conta com parada na praia de Copacabana.

Com o apoio das coordenadoras dos Núcleos Rio/RJ do projeto Vôlei em Rede do Instituto, Mariana Cochrane e Renata Regis, a caravana seguiu em frente com uma empolgação de tirar o fôlego. A garotada andou pela cidade carioca e ainda conheceu a famosa praia de Copacabana. O passeio de metrô também foi animado e causou bastante euforia entre os alunos que ainda guardaram bastante energia para o jogo que contou com transmissão ao vivo pelo Sport TV.

Antes mesmo da partida começar, os alunos já estavam com tudo e até entregaram uma carta em homenagem ao Bernardinho. “Escrevemos tudo o que o projeto nos proporcionou e o que conseguimos alcançar com o vôlei”, explicou a aluna Rubia Alana dos Anjos, 16 anos. Eles também enviaram um vídeo ao técnico.

A torcida curitibana chamou a atenção, a empolgação foi contagiante. Os adolescentes cantaram, pularam e vibraram bastante. “Foi muito bom compartilhar este momento com todos. O projeto não é simplesmente uma ‘escolinha de vôlei’, é uma família”, revelou o ex-aluno e voluntário, Matheus Mattos, 20 anos. Ao final do jogo, Rubia e o colega Nickolas de Araujo, 16 anos, entregaram o Troféu VivaVôlei à central Carol do Rexona-Ades, que foi escolhida a melhor jogadora em quadra.

Nickolas de Araujo e Rubia Alana dos Anjos, 16 anos, entregam troféu VivaVôlei à central Carol.

A aventura marcou a formatura destes alunos que se despediram do projeto no final de 2015 por já terem atingido a idade máxima (15 anos) para participar das aulas de minivôlei. Eles suaram a camisa para arrecadar recursos – com vendas de rifas e doces – e ficaram surpresos com o que conseguiram: “nós achávamos que iríamos para um lugar mais perto e não para o Rio de Janeiro, mas tivemos um resultado muito bom, mais do que o esperado! Conseguimos juntar bastante dinheiro”, contou a aluna Sandra Cassiano, 16 anos.

Fotos: Divulgação IC.

Parceiros do projeto Núcleos de Iniciação ao Voleibol no Paraná: Governo do Estado do Paraná e Unilever. Via Lei Federal de Incentivo ao Esporte: Unilever e Ministério do Esporte.

Evento no Núcleo Natal/RN tem como tema principal a prevenção de doenças como Dengue e Zika Vírus

Alunos do Núcleo Natal/RN assistem a uma palestra promovida por universitários da UnP sobre a prevenção de doenças transmitidas por mosquitos.

Com mais de sete mil casos de suspeita de dengue registrados na cidade no ano de 2015 segundo o Jornal Novo, os professores do Núcleo Natal junto com estudantes de enfermagem da Universidade Potiguar (UnP), parceira do projeto Vôlei em Rede na cidade, realizaram um evento de conscientização sobre esta doença e o Zika Vírus no dia 26 de fevereiro no Natal Volley Club. Para tornar o momento mais agradável e descontraído, além de uma conversa com os universitários sobre as doenças, os alunos, pais e responsáveis presentes puderam participar de uma gincana e brincadeiras.

Evento conta com gincana e brincadeiras sobre a dengue e o zika vírus para descontrair as crianças e adolescentes.

Depois de assistir a uma palestra explicativa sobre os cuidados e prevenções contra mosquitos transmissões, a gincana garantiu a diversão e ao final do evento ainda foram realizados sorteios de brindes. Num clima de lazer e descontração, todos foram informados um pouco mais sobre esse tema tão imprescindível na situação atual.

Participantes comemoram o sucesso do evento.

Causando surtos de febre intensa, a dengue e o zika vírus são extremamente perigosos. Com um clima favorável para a procriação do mosquito transmissor, o evento procurou enfatizar a importância da prevenção para toda a comunidade.

Fotos: Divulgação IC.

 

Parceiros do Núcleo Natal/RN: Prefeitura Municipal do Natal, Natal Volley Club, Centro de Educação Integrada e Universidade Potiguar.

Notícias Recentes
Leia Mais
7 de abril de 2016
Núcleo Natal/RN recebe visita técnica da analista de projetos do Instituto Compartilhar, Kátia Keller, e encontro é bastante produtivo

Em outra matéria os destaques foram as visitas técnicas realizadas aos núcleos socioesportivos…

Leia Mais
5 de abril de 2016
Profissionais e acadêmicos da área da saúde dão dicas importantes aos alunos do Núcleo Natal/RN do projeto Vôlei em Rede

Orientações de primeiros socorros conquistaram a atenção das crianças e adolescentes do Núcleo…

Leia Mais
1 de abril de 2016
Biblioteca Núcleo Guaratuba é inaugurada e incentiva alunos a desenvolverem o hábito da leitura

Idealizada pela professora de educação física Cássia Graciotto, a Biblioteca Núcleo Guaratuba –…

Leia Mais
Alunos ficam motivados após primeiro festival de 2016 nos Núcleos Lagoa Santa/MG

As crianças e adolescentes dos núcleos Campinho e Santos Dumont – Lagoa Santa/MG…

Leia Mais
31 de março de 2016
Visitas técnicas são realizadas em vários núcleos socioesportivos do Instituto Compartilhar espalhados pelo Brasil

Durante o mês de março a analista de projetos do Instituto Compartilhar, Kátia…

Leia Mais
24 de março de 2016
Em clima de diversão, crianças e adolescentes do Núcleo Central – Curitiba/PR conhecem o significado dos elementos que representam a Páscoa

Mistério, felicidade, atividade física e, é claro, voleibol resumem a comemoração da Páscoa…

Leia Mais
20 de março de 2016
Núcleo Natal/RN participa da 3ª Caminhada pela Inclusão em comemoração ao Dia Internacional da Síndrome de Down

Os alunos do Núcleo Natal/RN saíram pelas ruas da cidade no domingo, 20…

Leia Mais
4 de março de 2016
Viagem ao Rio de Janeiro/RJ marca formatura dos alunos do Núcleo Central, em Curitiba

A dedicação de mais de 20 adolescentes do projeto Núcleos de Iniciação ao…

Leia Mais
22 de fevereiro de 2016
Evento no Núcleo Natal/RN tem como tema principal a prevenção de doenças como Dengue e Zika Vírus

Com mais de sete mil casos de suspeita de dengue registrados na cidade…