Festa de fim de ano do Muuvit reúne mais de 650 crianças das instituições do Bairro Novo, em Curitiba

Coordenador do Muuvit no Brasil e gestor de conhecimento do Instituto Compartilhar, Maxwill Braga, explica para os participantes as estações disponíveis no festival.

Alimentação saudável, voleibol, esportes radicais e cultura estrangeira. Foi isso que as mais de 650 crianças presentes no Portal do Futuro do Bairro Novo, em Curitiba, praticaram e aprenderam no dia 9 de dezembro, durante o festival de encerramento das atividades do Muuvit no ano de 2015. Além dos professores das sete instituições que fizeram uso da plataforma no bairro, também compareceram ao evento o Secretário de Esportes, Lazer e Juventude, Aluísio Dutra, a Secretária de Educação, Roberlayne Roballo, o gerente executivo do Instituto Compartilhar, Luiz Fernando Nascimento – o Nando –, o coordenador do Muuvit no Brasil e gestor de conhecimento do Compartilhar, Maxwill Braga – o Max –, a estagiária da plataforma online Thamy Soavisky e representantes do Compartilhar e do Núcleo Bairro Novo.

O evento foi realizado em dois períodos, manhã e tarde. A abertura do evento contou com um discurso dos representantes da Prefeitura de Curitiba que estavam presentes. Segundo Aluísio, a plataforma educacional tem grande influência na transformação do estilo de vida de quem participa: “o Muuvit é um programa muito bacana, ele incentiva a criançada a ter hábitos de vida mais saudável de maneira lúdica e divertida. Fico muito feliz de presenciar de perto a prosperidade da plataforma dentro da estrutura educacional de Curitiba”. Após a abertura, Max fez um pequeno aquecimento com as crianças, as separou em cinco grupos, cada um com uma pulseira colorida, e as direcionou para as áreas disponíveis no local.

Criançada se diverte com jogo de tabuleiro sobre alimentação saudável e cama elástica.

Havia cinco estações com atividades para a garotada, sendo que elas se revezavam de tempo em tempo para que todo mundo pudesse aproveitar um pouco de cada, sendo: cultura de paz, minivôlei, alimentação saudável, esportes radicais e conhecimentos sobre a Finlândia. As oficinas de cultura de paz e da Finlândia contaram com a presença de duas intercambistas do país europeu, Birgitte Tiller e a Emmi Jelekäinen, respectivamente. Na atividade de cultura de paz as crianças puderam praticar exercícios relaxantes, como alongamentos e yoga. Enquanto na área da Finlândia os participantes aprenderam um pouco sobre o país de origem do Muuvit, tirando suas dúvidas com a finlandesa Emmi.

Na parte de esportes radicais, a criançada se divertiu muito com a cama elástica e com o slackline. Já na oficina de alimentação saudável, elas aprenderam bastante com o pessoal da unidade móvel de segurança alimentar. Com um jogo de tabuleiro, os participantes responderam perguntas sobre o tema para chegar ao final do trajeto. Segundo a professora Caroline Alves, da Escola Municipal Colombo, o Muuvit incentiva as crianças a saírem do sofá, já que para viajarem virtualmente pela plataforma eles precisam somar pontos realizando atividades físicas. “Percebi que meus alunos gostavam muito de conhecer novas culturas pelo Muuvit. A busca pelos pontos fez com que eles trabalhassem em equipe e praticassem atividades mais saudáveis”, comenta a professora.

Alunos de instituições do Bairro Novo batem bola nas quadras de minivôlei.

O Instituto Compartilhar também marcou presença nas atividades com uma equipe que organizou três quadras de minivôlei e diversas brincadeiras com bola para a criançada aprender um pouco sobre voleibol. Max acredita que a participação do Compartilhar no evento foi muito positiva, devido a proximidade dos princípios da instituição com os da plataforma: “a oficina de minivôlei foi uma das mais bem sucedidas, as crianças estavam sempre se movimentando devido a Metodologia Compartilhar de Iniciação ao Voleibol”. A aluna da Escola Municipal Professora Carmen Salomão Teixeira, Stefani Chagas, de 13 anos, contou que o minivôlei foi sua atividade preferida: “gostei mais do voleibol porque a gente não parou um minuto, aprendi a tocar, a sacar e ainda pude jogar com os meus colegas”.

Max acredita que o evento foi muito importante para reforçar os princípios do Muuvit dentro das escolas: “tanto os alunos quanto os professores puderam ter uma noção maior da abrangência da aplicação da plataforma”. O coordenador acredita que as cinco estações disponíveis no evento mostraram para os professores e para as crianças como harmonizar estes princípios. Max também aproveitou a oportunidade para falar um pouco sobre os planos do Muuvit para 2016. “O sucesso do evento nos mostrou que também é possível realizar este tipo de encontro nas outras regionais que participam da plataforma de maneira simultânea”, concluiu.

Fotos: Divulgação IC.

Coordenador do Muuvit no Brasil faz visitas a escolas de Curitiba/PR

Garotada se diverte durante a visita do gestor de conhecimento do Insituto Compartilhar e coordenador do Muuvit no Brasil, Maxwill Braga – o Max –, às escolas em Curitiba.

Nos dias 24 de setembro, 20 e 27 de outubro, o gestor de conhecimento do Instituto Compartilhar e coordenador do Muuvit no Brasil, Maxwill Braga – o Max – e a estagiária Thamy Soavisky visitaram algumas escolas da capital paranaense que estão ativas na plataforma educativa Muuvit. O objetivo principal foi acompanhar o desenvolvimento do programa nas instituições, que ainda teve a participação de três intercambistas da Finlândia – país de origem da ferramenta.

No dia 24 de setembro quatro escolas foram visitadas e no dia 20 de outubro outras duas, todas localizadas no Bairro Novo. Já no dia 27 de outubro, foi a vez de instituições de ensino do bairro Boqueirão receberem o coordenador do Muuvit no Brasil. Max tirou dúvidas que os professores tinham em relação a plataforma e exemplificou atividades que podem ser realizadas fora das salas de computação e que envolvem movimento – já que é por meio da acumulação de pontos praticando atividades físicas que as crianças viajam virtualmente por cidades da América do Sul.

Aluno preenche caderneta do Muuvit durante visita a Escola Municipal Augusta Gluck Ribas, no Bairro Novo.

O coordenador ressalta que os encontros servem como oportunidade para verificar o avanço da ferramenta dentro das instituições: “é muito importante acompanhar um pouco mais de perto o trabalho que está sendo feito. Às vezes a parte online está indo bem, mas a questão interdisciplinar nem tanto, e só conseguimos perceber isso nas visitas”. Max acrescenta que a participação da escola é muito importante no desenvolvimento da ferramenta, ele acredita que a aplicação do Muuvit vai muito além do site e que as escolas têm que se envolver na interdisciplinaridade que a plataforma oferece.

Fotos: Divulgação IC. 

Em busca de crescer ainda mais no Rio de Janeiro, Muuvit participa da 11ª Jornada Internacional da Educação

Stand do Muuvit na 11ª Jornada Internacional da Educação no Rio de Janeiro promove programa a mais professores.

Aconteceu nos dias 11 e 12 de setembro, a 11ª Jornada Internacional de Educação do Estado do Rio de Janeiro. O evento reuniu especialistas educacionais do Brasil e do exterior, apresentou práticas para um ensino de qualidade e discutiu situações cotidianas sobre a escola. Foram diversas atividades, entre debates, talk shows, painéis e mesas de debate, que abordaram diversas áreas da educação. Além de participarem de várias palestras em busca de atualização, a equipe do Instituto Compartilhar conversou com diversos professores, diretores e gestores de escolas públicas, para apresentar o Muuvit – plataforma finlandesa – e aproveitaram para buscar novos parceiros para apoiar a continuidade do programa no Brasil. No local, cartazes e banners do Muuvit ficaram expostos em um stand para que os visitantes pudessem conhecer melhor a plataforma.

O gerente executivo do Compartilhar, Luiz Fernando Nascimento – o Nando –, o gestor de conhecimento da entidade e coordenador da plataforma no Brasil, Maxwill Braga – o Max –, e a estagiária, Thamy Soavisky, representaram o Muuvit na jornada. O convite para participar do evento foi feito pela Futuro Eventos, organizadora da feira, e a participação do Instituto teve como propósito expandir a disseminação do programa Muuvit no estado do Rio de Janeiro. No primeiro semestre, foram realizadas várias reuniões com a Secretaria de Educação, com o presidente da comissão de educação da assembleia legislativa Comte Bittencourt e com o Instituto Superior de Educação do Rio de Janeiro (ISERJ). “Com a plataforma já implantada na capital, a 11ª jornada surgiu como oportunidade de disseminarmos o Muuvit para o interior do estado”, comentou o coordenador do programa no Brasil.

Professores Leonardo Fragoso (à direita) e Eliane Mattar (centro) do projeto Vôlei em Rede, Núcleos Rio/RJ, do Instituto Compartilhar, prestigiam o trabalho do Muuvit junto com professor da rede municipal do Rio.

Max acredita que o Muuvit conseguiu atrair mais profissionais, mesmo com um fluxo de pessoas abaixo do esperado para a feira, pois havia outro evento de educação acontecendo simultaneamente na cidade. “Tinham potenciais professores de escolas públicas e particulares que gostariam de implantar o Muuvit”. Max também conta que o mais importante é fazer com que as pessoas conheçam a plataforma. “Às vezes ficamos imaginando que o evento não deu resultado, mas quando fui falar com os professores em Pinhais/PR, uma das professoras disse que tinha visto nossa palestra em São Paulo/SP, isso traz muita credibilidade para o nosso trabalho”, concluiu Max.

Fotos: Divulgação IC. 

Muuvit chega a Pinhais/PR, região metropolitana de Curitiba

Gestor de conhecimento do Instituto Compartilhar e coordenador do Muuvit no Brasil, Maxwill Braga, capacita professores para o programa na Escola Municipal João Leopoldo, em Pinhais/PR.

O Muuvit continua em expansão! Desta vez, crianças de Pinhais/PR terão a oportunidade de experimentar o programa finlandês que estimula hábitos de vida saudável ao mesmo tempo em que ensina conteúdos interdisciplinares. A plataforma, online e gratuita, chegou à cidade por meio da parceria firmada com a Secretaria Municipal de Educação.  No dia 30 de julho, o gestor de conhecimento do Instituto Compartilhar e responsável por coordenar o Muuvit no Brasil, Maxwill Braga, se encontrou com diretores de escolas municipais interessados em levar o programa para dentro das suas escolas. Já no dia 5 de agosto, foi a vez de capacitar os professores que irão desenvolver a aventura com a garotada.

Por enquanto, só farão parte da aventura alunos da quarta série do ensino fundamental de escolas que têm estrutura de informática para receber o programa. “Navegar na plataforma é muito simples, o mais importante é a pessoa saber ensinar, criar um ambiente de aprendizagem. Conversamos com os professores sobre educação e sobre o Muuvit. Fizemos algumas atividades com movimento e algumas de cultura de paz, que são um dos focos do projeto”, explicou Max sobre o encontro realizado no dia 5, na Escola Municipal João Leopoldo. Os materiais utilizados para a aventura nas escolas serão entregues ainda no mês de agosto para que em setembro seja possível iniciar as atividades da plataforma.

Max explica como o Muuvit funciona.

O Muuvit teve início na Finlândia em 2009 e ao se exercitarem as crianças acumulam pontos e podem navegar por cidades da América do Sul e aprender temas como aritmética, cultura, geografia humana, turismo, saúde, culinária, técnicas de comunicação não-violenta e muito mais. A plataforma chegou ao Brasil, em 2014, pela Rems e o Instituto Compartilhar decidiu gerenciá-la pela afinidade com os princípios do programa. Em outubro do mesmo ano, a plataforma partiu para São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba, na Escola Municipal Santa Rita. A iniciativa deu certo, e em parceria com a Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro, o projeto foi implantado também em 33 escolas do Rio. Desta vez, o projeto partiu para outra cidade da região metropolitana de Curitiba, em Pinhais.

Fotos: Divulgação IC. 

Parceiros do Muuvit no Brasil: aporte financeiro da Embaixada da Finlândia, com apoio do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e Rede Esporte pela Mudança Social (REMS).

Mais de 30 escolas do Rio de Janeiro/RJ aderem ao programa Muuvit, iniciativa do Instituto Compartilhar no Brasil

Gestor de conhecimento do Instituto Compartilhar e coordenador do Muuvit no Brasil, Maxwill Braga, participa de reunião no dia 06 de julho com diretores e representantes de onze Coordenadorias Regionais de Educação, responsáveis pelas 33 escolas que irão desenvolver o Muuvit.

De maio para cá, o programa finlandês Muuvit teve avanços significativos no Rio de Janeiro. Só agora, em julho, o gestor de conhecimento do Instituto Compartilhar e coordenador do Muuvit no Brasil, Maxwill Braga, esteve duas vezes na cidade para participar de reuniões importantes. No dia 6, se encontrou com diretores e representantes de onze Coordenadorias Regionais de Educação, responsáveis pelas 33 escolas que irão desenvolver o programa. Já no dia 20, foi a vez de estar com os professores, tanto os regentes como aqueles que lecionam as mais diversas disciplinas.

Em ambas as reuniões, Maxwill apresentou o Muuvit, plataforma online e gratuita voltada para crianças com idades entre 9 e doze anos, e o material utilizado para o programa (mapa da América do Sul, caderneta dos alunos e demais informativos). Além disso, os encontros foram oportunidades para esclarecimento de dúvidas e conversas sobre educação e as expectativas da implementação do programa nas escolas do Rio. O assistente da subsecretaria de ensino da Secretaria Municipal de Educação, Alexandre Rodrigues, marcou presença nos dois dias e se mostrou aberto para solucionar eventuais dificuldades das escolas como relacionados à informática, por exemplo.

Materiais do programa são enviados ao Rio.

“Fiquei muito satisfeito com o apoio da Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro e também do engajamento e o senso crítico dos professores, no sentido de perguntarem e participarem!”, afirmou contente o coordenador do Muuvit no Brasil. “Senti que a maioria está motivada e que eles gostaram bastante da proposta”, complementou. Os materiais impressos já foram enviados ao Rio para que as escolas iniciem as atividades do programa em agosto e prossigam até o final do ano. Maxwill continuará dando apoio a elas, via plataforma.

No dia 20, Maxwill encontra os professores e explica como o Muuvit funciona.

Tudo começou em maio, com uma reunião com a Secretária Municipal de Educação, Helena Bomeny, o cofundador do Muuvit e coordenador dos projetos internacionais, Mika Merikanto, o gerente executivo do Compartilhar, Luiz Fernando Nascimento – o Nando – e a vice-cônsul da embaixada da Finlândia, Päivï Tuomi. “A expectativa é que o Muuvit ainda vá expandir bastante, com o apoio do Muuvit internacional, da Embaixada da Finlândia e da Prefeitura do Rio”, disse Maxwill.

Muuvit, iniciativa do Instituto Compartilhar no Brasil, estimula a prática de atividades físicas em crianças ao mesmo tempo em que diverte e promove conhecimentos de aritmética, cultura, geografia humana, turismo, saúde, culinária, idiomas, técnicas de comunicação não-violenta e muito mais (muuvit.com/brasil).

Parceiros do Muuvit no Brasil: aporte financeiro da Embaixada da Finlândia, com apoio do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e Rede Esporte pela Mudança Social (REMS).

Fotos: Divulgação IC. 

Muuvit: Unidade de Educação Integral Paulo Freire, em Curitiba/PR, comemora atividades da plataforma finlandesa que estimula hábitos saudáveis entre crianças

Gestor de conhecimento do Instituto Compartilhar e coordenador do Muuvit no Brasil, Maxwill Braga, trabalha o tema cultura de paz com as crianças.

O primeiro semestre deste ano foi agitado na Unidade de Educação Integral (UEI) Paulo Freire, em Curitiba/PR. Isso porque 60 crianças com idades entre 6 e 12 anos, sob orientação da animada professora que trabalha com oficina de ciências e tecnologia, Sônia Domingues, participaram da aventura Muuvit. Em maio, os alunos concluíram todas as atividades propostas pelo programa e, para comemorar, realizaram um evento de encerramento no dia 3 de junho, que também contou com a presença de representantes do Núcleo Regional de Educação do Bairro Novo, das Unidades de Educação Integrada e da Prefeitura Municipal de Curitiba. O encontro foi recheado de brincadeiras relacionadas a temas importantes do Muuvit – iniciativa do Instituto Compartilhar no Brasil.

Divididos em quatro grupos, os alunos da UEI Paulo Freire passaram por quatro estações, cada uma delas com propósitos distintos e formando um circuito de atividades. Para aprender um pouco sobre cultura de paz, a garotada participou de exercícios de respiração, alongamento e meditação. Em outra estação, os alunos conheceram mais sobre grafitagem e conferiram a arte realizada no muro da UEI Paulo Freire pelo ex-aluno Claudine Ferge. O jovem fez um trabalho colorido e alegre sobre o Muuvit.

Professora Sônia, chamada carinhosamente como Mãe Dinnada, anima alunos e incentiva a prática de atividades físicas.

Nas outras duas etapas do circuito aconteceram brincadeiras que estimulam a prática de atividades físicas. Em uma delas, as crianças acertaram bolinhas feitas de jornais em cestinhas e, na outra, a atração foi o slackline, esporte de equilíbrio realizado sobre uma fita. No meio de tantas atividades, eles pararam para fazer um lanche. Se engana quem pensa que havia bolo, doces e salgados. Lá, eles se alimentaram com um sanduíche natural e suco verde, com verduras colhidas da horta da UEI pelas próprias crianças. “Foi muito legal e elas amaram o suco verde!”, contou o gestor de conhecimento do Instituto Compartilhar e coordenador do Muuvit no Brasil, Maxwill Braga.

“Exercícios de alongamento, atividades de movimento, ou qualquer outra atividade física motiva não só para a brincadeira no site, mas significa uma mudança de hábitos e uma melhora na condição de vida das crianças”, disse Sônia para o portal Cidade do Conhecimento da Prefeitura de Curitiba. O Muuvit foi um estímulo importante para o aluno Gustavo de Araújo Nascimento, 11 anos, manter hábitos de vida saudáveis: “estou aprendendo a desapegar do celular e da televisão para ter uma vida com mais disposição”, contou em entrevista cedida para o veículo.

Além da professora Sônia e do coordenador do Muuvit no Brasil, Maxwill, estiveram presentes no evento de encerramento o gerente executivo do Instituto Compartilhar, Luiz Fernando Nascimento – o Nando -, professores e direção da UEI Paulo Freire, a chefe do Núcleo Regional de Educação (NRE) do Bairro Novo, Josiane Santos e a responsável pelas UEIs, Bernadete Kurek. Também marcaram presença Marcelo Padilha da equipe de projetos educacionais da Prefeitura de Curitiba e a Relações Internacionais, Lucymara Krasnhak.

Evento de encerramento do Muuvit na UEI Paulo Freire conta participação de representes do Instituto Compartilhar, do Núcleo Regional de Educação do Bairro Novo, das Unidades de Educação Integrada e da Prefeitura Municipal de Curitiba.

O Muuvit é uma plataforma on-line gratuita, criada na Finlândia, que combina aprendizagem com exercícios físicos e uma vida mais saudável. Ao se exercitarem, as crianças acumulam pontos e podem viajar virtualmente por cidades da América do Sul, aprendendo de forma divertida e interdisciplinar: aritmética, cultura, geografia humana, turismo, saúde, culinária, idiomas, técnicas de comunicação não-violenta e muito mais. Na UEI Paulo Freire, o programa foi iniciado no primeiro semestre de 2015 e, desde o início, a adesão foi muito positiva. Maxwill contou que Sônia é muito criativa e que ela teve várias iniciativas legais que se encaixaram perfeitamente no contexto da plataforma.

Uma ideia que chamou bastante a atenção do coordenador do Muuvit no Brasil foi a criação do Diário de Bordo: cada dia era vez de um aluno levar um macaquinho de pelúcia para casa e escrever um resumo sobre as aventuras que tiveram junto com ele em casa. Sônia também aproveitou o conceito do Muuvit para promover uma caminhada com os alunos até um centro de reciclagem da região, onde abordou o tema sustentabilidade. Além disso, conseguiu mobilizar cerca de 40 pais e responsáveis para fazer um passeio ciclístico junto as crianças ao redor do quarteirão da UEI Paulo Freire.

Parceiros do Muuvit no Brasil: aporte financeiro da Embaixada da Finlândia, com apoio do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e Rede Esporte pela Mudança Social (REMS).

Fotos: Divulgação IC. 

Muuvit ganha proporção: reuniões no Rio de Janeiro para a expansão do programa finlandês são positivas

Diretores e coordenadores de várias áreas de ensino do ISERJ assistem à apresentação do Muuvit.

Uma semana produtiva, com pessoas de várias áreas ligadas a educação e cheias de boas intenções. A viagem do coordenador do Muuvit no Brasil, Maxwill Braga, ao Rio de Janeiro, trouxe ao Instituto Compartilhar perspectivas positivas sobre a expansão do programa finlandês no estado fluminense e também no Brasil. Com ele estavam o cofundador do Muuvit e coordenador dos projetos internacionais, Mika Merikanto, o gerente executivo do Compartilhar, Luiz Fernando Nascimento – o Nando – e a vice-cônsul da embaixada da Finlândia, Päivï Tuomi, que participaram de um cronograma de reuniões realizadas entre os dias 11 a 14 de maio.

Nesta maratona de encontros, aconteceu a visita ao deputado estadual do Rio de Janeiro e presidente da comissão de educação da assembleia legislativa, Comte Bittencourt, com o objetivo de conseguir apoio para disseminar o programa na região. Os resultados começaram a aparecer e, após a conversa, houve uma visita para a apresentação do Muuvit no Instituto Superior de Educação do Rio de Janeiro (ISERJ) com participação de diretores da instituição e de coordenadores de várias áreas de ensino. O ISERJ atua há 134 anos e forma cidadãos desde a educação básica ao ensino superior.

Maxwill Braga, Mika Merikanto e Nando (da esq. p/ dir.) se reúnem com a secretária de educação do Rio de Janeiro, Helena Bomeny.

A reunião com a secretária de educação do Rio de Janeiro, Helena Bomeny, e demais representantes, também foi bastante proveitosa. As expectativas são ótimas e é grande a possibilidade de implementação do programa em várias escolas do estado. Aliás, o primeiro passo já começa a ser dado, já que a Escola Municipal Finlândia será a primeira do Rio a aderir ao Muuvit – coincidência ou não, o nome da instituição carrega o nome do país que criou o programa. Parece que sua execução na Escola Finlândia tem tudo para dar certo.

Também foram realizados encontros com representantes do Portal MultiRio, Rio 2016 e da Amil (responsável por campanha de luta contra a obesidade infantil). “Foi uma semana realmente produtiva. O trabalho do consulado da Finlândia foi essencial para conseguir agendar reuniões com os principais públicos de interesse do Muuvit no Rio de Janeiro. Certamente, essas reuniões darão frutos e em 2015 escolas já estarão desenvolvendo a aventura. Com um bom andamento, já podemos sonhar em ver a aventura sendo desenvolvida em toda a rede carioca no ano da Olímpiada”, contou com otimismo, o coordenador do Muuvit no Brasil, Max.

Nando, Mika Merikanto e Max (da esq. p/ direita) buscam consolidar parceria com o Rio 2016.

O Muuvit – iniciativa do Instituto Compartilhar no país – é uma plataforma virtual gratuita para estimular crianças a serem mais saudáveis e praticarem atividades que envolvam movimento. Ao se exercitarem, crianças com idades entre 9 e 12 anos, acumulam pontos para viajar virtualmente por cidades da América do Sul, aprendendo de forma divertida e interdisciplinar: aritmética, cultura, geografia humana, turismo, saúde, culinária, idiomas, técnicas de comunicação não-violenta e muito mais. Para saber mais sobre o programa clique aqui. 

Parceiros do Muuvit no Brasil: aporte financeiro da Embaixada da Finlândia, com apoio do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e Rede Esporte pela Mudança Social (REMS).

Fotos: Divulgação IC. 

Encerramento do projeto piloto do Muuvit conta com presença de autoridades

Na abertura do evento, Maxwill explica como acontecem as atividades.

Na abertura do evento, Maxwill explica como acontecem as atividades.

Após quatro meses de implantação do projeto piloto do Muuvit, a Escola Municipal Santa Rita em São José dos Pinhais/PR sediou e preparou atividades para o evento de encerramento do piloto e lançamento para outras escolas do Brasil. No dia 12 de dezembro, Luiz Fernando Nascimento e Maxwill Braga, do Instituto Compartilhar; e representantes dos parceiros Marja Suhonen, Raisa Ojala e Carlos Eduardo, da Embaixada Finlândia; Jenny Karlsen, do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento; representantes da Secretaria de Educação de São José dos Pinhais; Marcelo Kimura, Gerente de Educação Integral da Secretaria de Educação de Curitiba; Rosane Kupka e Lucymara, Assessoras de Relações Internacionais da Prefeitura de Curitiba, Ana Carolina, ISAE/FGV estiveram presentes no evento.

Após apresentação de cada representante, entrega de placas de homenagens e presentes às professoras, as crianças de cada turma da escola fizeram uma apresentação de dança, luta, esportes e ginástica. Depois, todos os estudantes, professoras, equipe do Instituto Compartilhar e convidados participaram de uma grande dança que fez todos mexerem os esqueletos. “O evento foi um sucesso. A escola conseguiu presentear os alunos com um dia de aprendizagem divertida”, avalia positivamente o coordenador do projeto Muuvit, Maxwill Braga.

Dança coletiva coloca todos os presentes para mexer o esqueleto.

Dança coletiva coloca todos os presentes para mexer o esqueleto.

No segundo momento, todos os alunos foram participar das atividades sugeridas pela plataforma Muuvit que estavam acontecendo simultaneamente dentro de salas de aula e em espaços ao ar livre. O objetivo era manter alunos em movimento sempre, praticando atividades de cultura de paz e interdisciplinas (os três pilares do projeto no Brasil). Na biblioteca, uma professora navegava na plataforma com os alunos. Neste período, os convidados circularam pela escola e conheceram as atividades.

“Como resultado do evento, recebemos diversos convites para apresentar o Muuvit a instituições que desejam desenvolvê-lo em 2015”, conta Maxwill. A meta é atingir 10 escolas públicas em todo o Brasil no próximo ano.

Alunos e professores navegam na plataforma virtual do Muuvit.

Alunos e professores navegam na plataforma virtual do Muuvit.

Entenda o Muuvit: criado na Finlândia, o Muuvit é voltado para o ensino fundamental, servindo de ferramenta de apoio para professores e diretores de escolas desenvolverem a educação interdisciplinar. A plataforma, disponibilizada na web, possibilita que os professores incentivem os alunos a se movimentarem, a praticarem hábitos de vida saudável e aliem conhecimentos em geral, envolvendo disciplinas como aritmética, cidadania global, geografia, turismo, saúde, línguas estrangeiras, culinária e brincadeiras regionais. Além disso, no Brasil, o projeto inclui a temática cultura da paz, que ensina técnicas de resolução pacífica de conflitos e comunicação não-violenta.

No Brasil, o projeto foi trazido pelo Instituto Compartilhar ao perceber as semelhanças do Muuvit com os propósitos da organização. Após se cadastrarem no site gratuitamente, os professores regentes (quando um instrutor conduz todas as disciplinas) de todas as escolas públicas do Brasil podem realizar atividades diferentes com seus alunos promovendo o movimento corporal e combatendo o sedentarismo.

Parceiros do Muuvit no Brasil: aporte financeiro da Embaixada da Finlândia, com apoio do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e Rede Esporte pela Mudança Social (REMS).

Fotos: Divulgação IC

 

Futurecom: gestor de conhecimento do Instituto Compartilhar apresenta o programa Muuvit em feira realizada em São Paulo/SP

Gestor de Conhecimento do Instituto Compartilhar, Max Braga, apresenta o programa Muuvit no Futurecom, nos dias 14 e 15 de outubro.

Entre os dias 13 e 16 de outubro, São Paulo/SP recebeu a maior feira de Tecnologia da Informação e Comunicação da América Latina, a Futurecom. O evento tem como propósito principal reunir forças do mercado e oferecer a empresas e profissionais um ambiente estimulante para o desenvolvimento de negócios e networking. A parceria com a Nokia – participante com um estande na feira – possibilitou a apresentação do programa Muuvit pelo gestor de conhecimento do Instituto Compartilhar, Maxwill Braga, o Max. A ação, realizada nos dias 14 e 15, contou com o apoio da Fundação Esportiva Educacional pró Criança e Adolescente (Fundação EPROCAD), organização do Terceiro Setor que oferece atividades extracurriculares nas áreas de meio ambiente, cultura, tecnologia e esportes a crianças e jovens da cidade de Santana de Paraíba/SP.

Crianças da Fundação EPROCAD - parceira da ação de promoção do Muuvit - participam de atividades realizadas por Max.

Criado na Finlândia, o Muuvit é um programa de ensino fundamental que ajuda professores, diretores e gestores a promoverem a educação interdisciplinar. Para isso, o Muuvit conta com o uso de uma plataforma online divertida que integra a atividade física com outras áreas do conhecimento, como aritmética, cidadania global, geografia, turismo, saúde e línguas estrangeiras. O Instituto Compartilhar abraçou a ideia e decidiu ser a entidade responsável pela implantação deste programa no Brasil que, além de todos estes temas, também aborda a cultura de paz.

A participação do gestor de conhecimento no Futurecom representou uma oportunidade para apresentar o Muuvit ao público ligado à tecnologia, chamar a atenção deles sobre o uso consciente da tecnologia e mostrar a importância de desenvolver hábitos saudáveis. Max planejou atividades bem interessantes para atingir estes objetivos, entre elas a exibição do vídeo gravado com o técnico da seleção brasileira masculina de voleibol e diretor presidente do Instituto Compartilhar, Bernardo Rezende, em dois telões dispostos no estande da Nokia. No vídeo, Bernardinho explica, brevemente, como funciona o programa.

Plataforma virtual do Muuvit: crianças conhecem o programa com mais detalhes.

As crianças do EPROCAD participaram ativamente da ação do Muuvit, inclusive, de maneira bem divertida e descontraída. No início, enquanto algumas delas dançavam ao som da música “I like to move it” de Will.I.Am, outras entregavam materiais do programa aos espectadores. Em seguida, todos passaram a realizar atividades físicas por meio de brincadeiras como vai-e-vem e bambolê, para depois conhecerem a plataforma Muuvit com mais detalhes. Neste momento, as crianças puderam navegar por cidades da América Latina, escolhidas por elas mesmas, e descobrir pontos turísticos, curiosidades sobre culinária, entre outros temas.

As crianças gostaram de participar do Futurecom e de conhecer mais sobre o Muuvit. “Aprendi que é necessário nos movimentar para sermos saudáveis e felizes”, comentou uma delas, por meio de uma pesquisa de satisfação anônima. Outra revelou: “fazendo atividades podemos conhecer outros lugares”. Max destacou a animação da garotada. Além disso, ficou impressionado com a infraestrutura da feira e disse que a apresentação do vídeo do Bernardinho foi bem positivo, chamou a atenção dos participantes do evento.

Parceiros do Muuvit no Brasil: aporte financeiro da Embaixada da Finlândia, com apoio do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e Rede Esporte pela Mudança Social (REMS).

Fotos: Divulgação IC. 

Instituto Compartilhar coordena Muuvit para movimentar escolas brasileiras

Muuvit

“Não mais alunos simplesmente sentados, enquanto o professor prega na frente da classe. Decorar, copiar, repetir… de jeito nenhum!” é o lema do Muuvit Health and Leraning Oy Ltd. Esse é um programa de ensino fundamental criado na Finlândia que ajuda professores, diretores e gestores a promover a educação interdisciplinar. O programa envolve o uso de uma plataforma simples e empolgante que integra a atividade física com campos “distantes” do conhecimento: Aritmética, Cidadania Global, Geografia, Turismo, Saúde, Línguas Estrangeiras e, no caso do Brasil, Cultura de Paz também.

Maxwill Braga, gestor do conhecimento do Instituto Compartilhar, é o responsável da entidade para a implantação do programa no Brasil. Segundo Max, “o Instituto Compartilhar abraçou essa oportunidade de trazer o Muuvit ao Brasil em virtude do alinhamento com a nossa missão de promover o esporte como instrumento de mudança social positiva. Além disso, o Muuvit se encaixa na necessidade de promoção de atividades físicas inovadoras e divertidas nas escolas para uma faixa etária mais jovem que nossos projetos ainda não alcançavam. O instituto também se beneficia com a experiência de combinar educação e ferramentas digitais.” As primeiras turmas em escolas públicas estão em preparação para começar em meados de setembro, na cidade de Curitiba. Já em 2015, a plataforma estará disponível gratuitamente para qualquer professor de Ensino Fundamental I do Brasil que se cadastrar no site a partir de janeiro.

O Instituto Compartilhar é membro da Rede do Esporte pela Mudança Social (REMS), que integra a plataforma Desenhado para o Movimento (Designed to Move) no país. Como parceiro de longo prazo da REMS e do Instituto Compartilhar, o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), no Brasil, coordena as atividades esportivas da plataforma Desenhado para o Movimento. “A parceria entre o Muuvit, a Embaixada Finlandesa no Brasil e o Instituto Compartilhar é uma iniciativa importante para reforçar a ligação entre a educação e as atividades físicas”, diz Jenny Karlsen, diretora de Parcerias Estratégicas do PNUD Brasil. Segundo Jenny, “o PNUD Brasil tem orgulho de apoiar essa parceria que tem o intuito de promover o estilo de vida saudável e alegria de aprender das crianças.”

O Ministério das Relações Exteriores da Finlândia tem seu foco na inovação educacional. Raisa Ojala, coordenadora de projetos da Embaixada da Finlândia no Brasil, tem metas ambiciosas: “A experiência finlandesa mostra que a educação é de fato a chave para o sucesso e é isso que queremos dizer ao mundo. Essa é a razão pela qual queremos trazer modelos novos e inovadores para a aprendizagem. Vemos o Muuvit como uma ótima maneira de trazer alegria para a sala de aula. O programa abri o horizonte dos alunos e os motiva a ser mais saudáveis, mais felizes e a se movimentar mais!”

Parceiros do Muuvit no Brasil: aporte financeiro da Embaixada da Finlândia, com apoio do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e Rede Esporte pela Mudança Social (REMS).

Veja também:
Muuvit

http://www.muuvit.com/brazil

Plataforma Desenhado para o Movimento da NIKE

http://www.designedtomove.org/

Rede do Esporte pela Mudança Social

http://rems.org.br/

Notícias Recentes
Leia Mais
7 de abril de 2016
Núcleo Natal/RN recebe visita técnica da analista de projetos do Instituto Compartilhar, Kátia Keller, e encontro é bastante produtivo

Em outra matéria os destaques foram as visitas técnicas realizadas aos núcleos socioesportivos…

Leia Mais
5 de abril de 2016
Profissionais e acadêmicos da área da saúde dão dicas importantes aos alunos do Núcleo Natal/RN do projeto Vôlei em Rede

Orientações de primeiros socorros conquistaram a atenção das crianças e adolescentes do Núcleo…

Leia Mais
1 de abril de 2016
Biblioteca Núcleo Guaratuba é inaugurada e incentiva alunos a desenvolverem o hábito da leitura

Idealizada pela professora de educação física Cássia Graciotto, a Biblioteca Núcleo Guaratuba –…

Leia Mais
Alunos ficam motivados após primeiro festival de 2016 nos Núcleos Lagoa Santa/MG

As crianças e adolescentes dos núcleos Campinho e Santos Dumont – Lagoa Santa/MG…

Leia Mais
31 de março de 2016
Visitas técnicas são realizadas em vários núcleos socioesportivos do Instituto Compartilhar espalhados pelo Brasil

Durante o mês de março a analista de projetos do Instituto Compartilhar, Kátia…

Leia Mais
24 de março de 2016
Em clima de diversão, crianças e adolescentes do Núcleo Central – Curitiba/PR conhecem o significado dos elementos que representam a Páscoa

Mistério, felicidade, atividade física e, é claro, voleibol resumem a comemoração da Páscoa…

Leia Mais
20 de março de 2016
Núcleo Natal/RN participa da 3ª Caminhada pela Inclusão em comemoração ao Dia Internacional da Síndrome de Down

Os alunos do Núcleo Natal/RN saíram pelas ruas da cidade no domingo, 20…

Leia Mais
4 de março de 2016
Viagem ao Rio de Janeiro/RJ marca formatura dos alunos do Núcleo Central, em Curitiba

A dedicação de mais de 20 adolescentes do projeto Núcleos de Iniciação ao…

Leia Mais
22 de fevereiro de 2016
Evento no Núcleo Natal/RN tem como tema principal a prevenção de doenças como Dengue e Zika Vírus

Com mais de sete mil casos de suspeita de dengue registrados na cidade…