Núcleos Rio/RJ: os 15 núcleos do projeto Vôlei em Rede se divertem com o Festival InterAgindo, com direito à bate-papo com atletas de vôlei da Unilever

Festival InterAgindo de 2013 proporcionou momentos bem animados nos Núcleos Rio/RJ.

Entre os dias 09 e 12 de setembro acontece o Festival InterAgindo dos Núcleos Rio/RJ do projeto Vôlei em Rede. Depois de dias bem agitados para a garotada dos Núcleos Campinas/SP, agora é a vez dos colegas fluminenses participarem deste grande evento, esperado por cerca de 400 crianças e adolescentes da categoria Mini 3×3, de 15 núcleos. O evento é caracterizado por encontros entre alunos de núcleos diferentes para jogarem minivôlei, praticarem as habilidades com o esporte, fazerem amizades e se divertirem. Com a grande quantidade de beneficiários na cidade, as atividades ocorrem entre dois ou em até três núcleos, e contam com visitas bem especiais: atletas da equipe feminina de vôlei adulto da Unilever – parceira institucional e de projetos do Instituto Compartilhar, há 17 anos.

Algumas jogadoras já estiveram presentes em outras edições do Festival InterAgindo e já vivenciaram um pouco da empolgação dos alunos. Eles gostam de conversar, tirar dúvidas e aprender mais sobre o esporte com profissionais experientes. A emoção é recíproca e todos saem ganhado com esta relação de carinho e paixão pelo voleibol. Além da oportunidade de conhecer e conversar com as atletas, o evento proporciona troca de experiências e formação de amizades entre alunos de núcleos diferentes, por meio de jogos e atividades bem divertidas. O transporte para as crianças e adolescentes se deslocarem de um local a outro é cedido pela Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro, parceira do projeto na cidade.

Professores promovem a integração entre alunos participantes do evento do ano passado.

A lista dos núcleos participantes é grande: na terça-feira, 09 de agosto, acontecem jogos entre os núcleos Ricardo Albuquerque e Taquara, pela manhã, e entre os núcleos Tijuca, Bonsucesso e Rio Comprido, de tarde. No segundo dia do festival, 10, jogam os núcleos Guadalupe e Inhaúma. No dia 11, quinta-feira, os alunos dos núcleos Bancários e Higienópolis entram em quadra durante a manhã e, à tarde, a garotada dos núcleos Coelho Neto e Vigário Geral. As últimas atividades do evento ocorrem na sexta, 12, com as partidas de voleibol dos núcleos Ilha do Governador e Penha.

Troca de medalhas ocorre entre os próprios alunos, durante o InterAgindo de 2013.

É a primeira vez que os alunos dos núcleos Bancários, Guadalupe, Ricardo Albuquerque e Vigário Geral participam do Festival InterAgindo e podem conhecer outros colegas que também frequentam as aulas de minivôlei do projeto Vôlei em Rede. Estes núcleos foram inaugurados ainda neste ano e também acontecem dentro de escolas da rede municipal, no contraturno das aulas do ensino formal.

Parceiros dos Núcleos Rio/RJ: Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro e Unilever.

Fotos: Divulgação IC. 

Alunos do Núcleo Inhaúma – Rio/RJ se reúnem para cantar parabéns aos aniversariantes do projeto Vôlei em Rede e jogar voleibol

Festival dos aniversariantes anima adolescentes do Núcleo Inhaúma em clima de Copa do Mundo.

Antes do encerramento do primeiro semestre e início das férias, o professor do Núcleo Inhaúma – Rio/RJ, Roberto Lopes, organizou um festival diferente e animado. O motivo principal do evento foi comemorar os aniversários da garotada do projeto Vôlei em Rede, que aconteceram durante os primeiros meses do ano. Assim, cerca de 50 participantes se reuniram na quadra poliesportiva Luiza Helena Maia Medeiros, no dia 10 de junho. A coordenadora do núcleo, Renata Regis, professores e funcionários da escola estavam presentes e puderam acompanhar as atividades.

Conceitos importantes de cooperação, responsabilidade, respeito e autonomia foram abordados no início do Festival dos Aniversariantes. Os valores são ensinados nas aulas dos projetos socioesportivos do Instituto Compartilhar e contribuem para a formação cidadã das crianças e adolescentes. Em seguida, iniciaram os jogos entre os alunos das categorias Mini 3×3, Mini 4×4 e Vôlei.

Evento promove jogos para alunos das categorias Mini 3x3, Mini 4x4 e Vôlei.

Os participantes jogaram em quadras de Mini 3×3, mas com equipes formadas com quatro integrantes, para que todos pudessem jogar várias vezes. O local estava decorado com elementos do Brasil, devido à Copa do Mundo, e lotada de adolescentes animados com o evento.

Roberto observou as equipes em jogo. Ele ficou satisfeito com as partidas de voleibol e como os alunos praticaram os fundamentos técnicos do esporte. “A logística adotada juntou todos os alunos proporcionando o intercâmbio de conhecimento nos campos afetivo, cognitivo e psicomotor”, relatou o professor.

O aluno Matheus Victor, 13 anos, da categoria Vôlei, apreciou a maneira como o festival foi organizado: “eu gostei muito porque teve todas as categorias juntas”, explicou. A colega Erika Correa, 14 anos, da categoria Mini 4×4, tem uma opinião bem semelhante a respeito do evento: “eu gostei muito! As arbitragens foram boas e o pessoal bastante simpático”, concluiu.

Alunos se reúnem, cantam parabéns e aproveitam o dia de festa.

Antes do encerramento do festival, os participantes cantaram parabéns aos aniversariantes e aproveitaram o bolo, salgadinhos e refrigerante disponibilizados para a festa. “O bolo estava bonito e delicioso! A festa foi ótima em todos os momentos e todos saíram felizes e muito satisfeitos”, afirmou Roberto.

Parceiros dos Núcleos Rio/RJ: Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro e Unilever.

Fotos: Divulgação IC. 

Festival de Páscoa anima a garotada do Núcleo Higienópolis, no Rio de Janeiro/RJ

Equipes jogam partidas de minivôlei durante Festival de Páscoa.

O pessoal do Núcleo Higienópolis antecipou a comemoração da Páscoa e aproveitou a data para realizar o primeiro festival de minivôlei do ano. Para os alunos novatos do projeto Vôlei em Rede foi uma experiência única e para os colegas veteranos mais um evento divertido para praticar o que aprenderam ao longo do tempo. O Festival de Páscoa aconteceu na Escola Municipal Alcide de Gasperi no Rio de Janeiro, sede do núcleo, e reuniu cerca de 90 crianças e adolescentes divididos nos turnos da manhã e tarde do dia 15 de abril, terça-feira.

O evento iniciou com as boas vindas da diretora adjunta, Mônica Teixeira. Ela aproveitou a oportunidade para dizer que, pelo quinto ano consecutivo, se sente honrada pela escola fazer parte de um dos núcleos do Instituto Compartilhar no Rio de Janeiro. “O projeto continua acrescentando cada vez mais à nossa escola, abrilhantando e promovendo lazer e cidadania”, afirmou a diretora.  Em seguida, a professora do Núcleo Higienópolis, Rosane Muricy, reforçou que o festival é o momento ideal para os alunos exercitarem os valores ensinados nas aulas, como responsabilidade, respeito e autonomia.

Professora do Núcleo Higienópolis, Rosane Muricy, entrega brindes de Páscoa aos alunos.

Os jogos começaram com as crianças e adolescentes das categorias Mini 3×3 e Mini 4×4, em quadras separadas. Os alunos escolheram suas próprias equipes e revezaram a responsabilidade de arbitrar as partidas. “Eu adorei o dia de hoje! O festival foi a melhor coisa até agora. É a primeira vez que participo e já estou doido para que tenha outras vezes”, contou o aluno Bruno Moraes, 12 anos, da categoria Mini 3×3. Em clima de muita alegria, o festival do período da manhã se encerrou com um almoço de confraternização.

À tarde, Rosane explicou aos alunos da categoria Vôlei sobre a importância de estarem reunidos e vivenciarem os valores por meio dos jogos. “Aprender a ganhar com humildade e perder com dignidade foi o lema”, disse a professora. As partidas aconteceram no mesmo formato dos jogos das categorias Mini 3×3 e Mini 4×4. A aluna Ester da Silva, 14 anos, da categoria Vôlei, ficou contente com o evento e com a sua desenvoltura em quadra: “foi a primeira vez que eu participei do festival jogando nessa categoria e foi muito divertido. Consegui me superar. Ganhei algumas partidas e aceitei perder em outras. Foi maravilhoso!”, contou. Ao final, os adolescentes praticaram a cooperação e auxiliaram na guarda dos materiais utilizados no evento. Nos dois períodos, os participantes receberam medalhas, adesivos e brindes de Páscoa.

Diversão contagia as crianças e adolescentes.

A diretora ajunta Mônica Teixeira acompanhou o Festival da Páscoa e pôde concluir: “o evento foi bem organizado e os alunos deixaram evidente a satisfação em participar do projeto Vôlei em Rede”. Rosane reconhece que foi um dia diferente, principalmente para os iniciantes, já que tudo era novidade. Segundo a professora, os veteranos contribuíram para o sucesso do evento, transmitindo experiência aos demais colegas. “É muito gratificante poder proporcionar momentos de renovação, esperança e paz para crianças que vivem, atualmente, apreensivas com tanta violência em suas vidas e em suas comunidades. Os valores foram trabalhados plenamente, alcançando os objetivos propostos e esperados para ajuda-los na formação da cidadania”, complementou a professora.

Parceiros dos Núcleos Rio/RJ: Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro e Unilever.

Fotos: Divulgação IC. 

Crianças e adolescentes do projeto Vôlei em Rede assistem à semifinal emocionante da Superliga Feminina de Vôlei

Animados, alunos “vestem a camisa” da torcida e se divertem.

O Maracanãzinho estava repleto de torcedores eufóricos, agitados e entusiasmados na semifinal da Superliga Feminina de Vôlei, no sábado, dia 12 de abril. A equipe da Unilever, do Rio de Janeiro/RJ, liderada pelo técnico Bernadinho, se deu bem e ganhou da rival Amil, de Campinas/SP. O jogo eletrizante também marcou a vida de 100 crianças do projeto Vôlei em Rede do Instituto Compartilhar. Em especial de 13 alunos, que pela primeira vez entraram em quadra de mãos dadas com as atletas do time carioca. A emoção tomou conta da garotada, dos professores de oito núcleos socioesportivos da entidade e de alguns pais e responsáveis. A Unilever, por meio da Intersport, foi a principal responsável por essa oportunidade, concedendo os ingressos. Quem não pôde acompanhar as crianças e o evento de perto, assistiu ao jogo pela televisão, e pode ver esse momento marcante em: https://www.youtube.com/watch?v=nmLV1o9fqRM

Pela primeira vez, alunos no novo Núcleo Vigário Geral, vão ao Maracanãzinho.

Foram à partida alunos dos núcleos Ilha do Governador, Inhaúma, Guadalupe, Penha, Ricardo Albuquerque, Taquara, Tijuca e Vigário Geral. As crianças que entraram em quadra junto às atletas são dos núcleos recém-inaugurados Vigário Geral e Ricardo Albuquerque e têm idades entre 9 e 12 anos das categorias Mini 2×2 e Mini 3×3. Para muitos, esta foi a primeira vez que estes meninos e meninas estiveram no ginásio. O professor Felipe Monteiro, do Núcleo Vigário Geral, acompanhou tudo: “para eles foi um sonho realizado! Eles adoraram, um inclusive chorou”, contou. Os primeiros contatos com o esporte, tanto nas aulas de minivôlei como no Maracanãzinho, já têm provocado experiências únicas e positivas na vida destes alunos.

O professor do Núcleo Inhaúma, Roberto Lopes, disse que os alunos da categoria Vôlei (14 e 15 anos) “perceberam peculiaridades táticas que vão ajudar nas aulas”. Um deles foi Matheus Victor que não teve dúvidas em afirmar: “o passeio foi muito bom! Nos próximos eu quero ir de novo!”. As percepções dos alunos do Núcleo Ilha do Governador também foram muito boas e, segundo o professor Antonio Freitas, os comentários na volta do espetáculo eram sobre a vontade de assistir à final da Superliga. “Quero agradecer à oportunidade dada aos nossos alunos. Eles vibraram muito com o jogo”, disse Antônio, emocionado.

Equipe Unilever conta com torcida especial do projeto Vôlei em Rede, Núcleos Rio/RJ.

As mães das crianças e adolescentes também adoraram tudo. Para o professor Marcel Maciel, do Núcleo Penha, o fato de alguns responsáveis terem presenciado essa oportunidade junto aos alunos foi fundamental, pois conseguiram perceber a garotada interessada, contente e interagindo com amigos, professores e coordenadores. “Isso mostra a real dimensão do projeto Vôlei em Rede”, constatou. A aluna Ianael de Almeida, 13 anos, da categoria Mini 4×4, do mesmo núcleo, comentou que adorou o evento e ficou muito emocionada: “eu chorei muito quando a Fabi homenageou a Fofão, no final da partida”.

Os Núcleos Rio/RJ do projeto Vôlei em Rede são uma parceria entre o Instituto Compartilhar, Prefeitura do Rio de Janeiro e Unilever. Ao todo, são 14 núcleos socioesportivos funcionando em 14 escolas da rede municipal de ensino no contraturno escolar. Desta forma, cerca de 1.200 crianças e adolescentes têm a possibilidade de frequentar as aulas de minivôlei, sem perder o vínculo com o estudo formal.

Parceiros dos Núcleos Rio/RJ: Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro e Unilever.

 

Rio de Janeiro/RJ recebe mais quatro núcleos socioesportivos do projeto Vôlei em Rede

Professores novos conhecem a Metodologia Compartilhar de Iniciação ao Voleibol.

O Instituto Compartilhar se prepara para abrir quatro novos núcleos socioesportivos do projeto Vôlei em Rede no Rio de Janeiro/RJ. Até o final de 2013, a capital fluminense era sede de dez núcleos e, a partir deste ano, contará com 14. As aulas de minivôlei para crianças e adolescentes, entre 9 e 15 anos, estão previstas para começar após o Carnaval.  O analista de projetos da entidade, Vinicius Petrunko, esteve no Rio nos dias 13 e 14 de fevereiro para ministrar o credenciamento dos novos professores, Aldir Barreto, Felipe Monteiro, Rosa Maria de Moura e Wesley de Lima, além da Alessandra Telles, que substituirá a professora Ana Carla Speck do Núcleo Engenho da Rainha. Vinicius aproveitou o evento para realizar o aperfeiçoamento dos profissionais já atuantes no projeto.

O objetivo do credenciamento é apresentar a Metodologia Compartilhar de Iniciação ao Voleibol aos professores de educação física da rede municipal de ensino, que trabalham nas escolas sedes dos projetos socioesportivos do Instituto Compartilhar. Anualmente, o Compartilhar realiza o aperfeiçoamento dos professores já atuantes nos projetos, no que diz respeito à técnica e ao ensino de valores e fazer uma avaliação do desenvolvimento dos projetos nos anos anteriores.

Participantes do credenciamento e do aperfeiçoamento trocam experiências e esclarecem dúvidas.

Nos dois dias do credenciamento, foram explicados o funcionamento da instituição, da metodologia (com demonstrações práticas), dos processos administrativos e outros referentes às demandas profissionais. “O grupo é bem interessado! Eles tiraram várias dúvidas e se mostraram dispostos a iniciar as atividades”, observou Vinicius. A coordenadora dos Núcleos Rio/RJ, Renata Régis, a representante da Secretaria Municipal de Educação, Cristina Brum, e as professoras do Núcleo Forte do Leme do projeto Esporte em Ação, Laura Brasil e Mariana Cochrane, acompanharam o evento.

Evento promove a confraternização entre profissionais do Instituto Compartilhar.

O aperfeiçoamento foi realizado somente na quinta-feira à tarde (13), momento em que os professores veteranos conheceram os novos colegas de trabalho. Segundo o analista de projetos, esse primeiro contato foi muito positivo. “Os professores com mais tempo de trabalho elogiaram o Vôlei em Rede e disseram que com esse projeto mudaram a maneira de ensinar durante suas aulas de educação física”, contou. Eles também destacaram o ensino de valores, contrapondo a ideia de esporte apenas para a formação de atletas. Isso tudo motivou os recém-chegados.

Os novos núcleos Bancários, Guadalupe, Ricardo Albuquerque e Vigário Geral serão responsáveis por atender cerca de 340 alunos no contraturno das aulas das escolas municipais Dunshee de Abranches, Rose Klabin, Alexandre Farah e República do Líbano, respectivamente. Desta forma, os Núcleos Rio/RJ do projeto Vôlei em Rede passam a atender aproximadamente 1.200 crianças e adolescentes.

Parceiros dos Núcleos Rio/RJ: Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro e Unilever.

Fotos: Divulgação IC. 

Encerramento do ano dos dez Núcleos Rio/RJ reúne cerca de 300 alunos

Adolescentes trocam experiências de voleibol entre alunos de núcleos diferentes e praticam a responsabilidade na arbitragem.

Reunir 300 adolescentes de dez escolas municipais diferentes em um Festival de Minivôlei com muitos jogos e oficinas de valores só podia ter um resultado: a felicidade estampada no rosto dos participantes. Professores e parceiros, orgulhosos, conseguiram perceber o resultado do trabalho de um ano inteiro. Durante as partidas, o clima era de amizade e respeito entre os alunos do projeto Vôlei em Rede, Núcleos Rio/RJ. Estavam presentes também alunos do Núcleo Forte do Leme, do projeto Esporte em Ação. Representantes dos parceiros, Cristina Brum da Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro e Fernanda Festucci da Unilever prestigiaram o evento do início ao fim.

Oficina de valores reforça trabalho realizado nas aulas do projeto Vôlei em Rede.

Distribuídos em nove quadras de Mini 4×4 e uma de Vôlei, os adolescentes de 13 a 15 anos puderam praticar suas habilidades na modalidade. Para a professora do Núcleo Taquara, Fernanda May, esta é uma oportunidade para autoavaliação dos alunos. “Aqui eles podem ver como eles estão, como os alunos de outros núcleos estão e ver que são todos iguais”, conta. “É também um momento para eles ganharem mais confiança porque alguns ficam com medo de vir, mas chegam aqui e se divertem”, complementa.

Em forma de rodízio, todos passaram pelas quadras, participaram da oficina de valores – que consistia em um criptograma sobre o respeito – e da oficina de arbitragem. Parece que os presentes entenderam bem a responsabilidade de ser árbitro: “é fácil, achei que fosse mais difícil. Mas temos que ficar atentos, pois se o juiz erra, um time pode perder injustamente”, explica a aluna do Núcleo Taquara, Lívia Lopes, 12 anos, da categoria Mini 4×4.

Fernanda Festucci (esq.), da Unilever, e Cristina Brum da Prefeitura do Rio de Janeiro recebem placas de agradecimento das mãos de Luiz Fernando Nascimento, o Nando, do Instituto Compartilhar.

Ao final de uma manhã divertida, os alunos receberam medalhas e bonés do projeto. Aproveitando a oportunidade, o Instituto Compartilhar homenageou com uma placa de agradecimento os parceiros que viabilizam o projeto desde sua inauguração em 2010 e, com um cartão, agradeceu aos professores pela dedicação na formação das crianças e adolescentes atendidos. Roberto Lopes, Tatiana Costa e Rosane Muricy professores dos núcleos Inhaúma, Tijuca e Higienópolis, respectivamente, ganharam presentes como Professores Destaque do ano.

Parceiros dos Núcleos Rio/RJ: Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro e Unilever.

Parceiros do Núcleo Forte do Leme – Rio/RJ: Exército Brasileiro (Centro de Estudos de Pessoal) e editora Sextante.

Fotos: Adriana Lorete

Diferentes projetos do Instituto Compartilhar no Rio de Janeiro têm uma manhã de integração e novas experiências

Alunos do Núcleo Inhaúma experimentam a modalidade esportiva de Vôlei de Praia.

Um passeio diferente encantou os alunos e o professor de voleibol, Roberto Lopes, do Núcleo Inhaúma – Rio/RJ do projeto Vôlei em Rede. A visita ao Núcleo Forte do Leme do projeto Esporte em Ação, também do Instituto Compartilhar, no dia 05 de dezembro, foi novidade para a garotada. Eles jogaram várias partidas de Vôlei de Praia e, apesar da canseira da areia fofa, adoraram a experiência, já que essa modalidade esportiva é apenas oferecida no Núcleo Forte do Leme. Além disso, os turistas por um dia puderam entrar no mar, conhecer a paisagem do Forte do Leme e aprofundar na história do Brasil. O diretor Marcelo Melo e uma inspetora da Escola Municipal Ceará – sede do Núcleo Inhaúma – mais quatro crianças e adolescentes convidados acompanharam os alunos no passeio. Todos foram recepcionados pela coordenadora do núcleo anfitrião, Karina Lins e Silva, pela professora de voleibol, Mariana Conchrane, e por quatro alunos do projeto Esporte em Ação.

Passeio ecológico leva os visitantes ao Forte do Leme, no Rio de Janeiro/RJ.

A viagem começou cedo e antes das 9h da manhã os alunos já estavam dispostos em duas quadras de Mini 2×2 (para crianças com idades entre 9 e 10 anos), duas de Mini 3×3 (para crianças e adolescentes entre 11 e 12 anos) e uma de Vôlei (para adolescentes entre 14 e 15 anos). “O passeio foi formidável! Foi maravilhoso levar os alunos para jogar vôlei na praia do Leme, um dos maiores pontos turísticos do Rio, todos os alunos adoraram!”, disse admirado o professor do Núcleo Inhaúma, Roberto Lopes. O horário de verão e o dia ensolarado colaboraram para o sucesso da programação, inclusive para o “banho de mar” que tornou o dia ainda mais inesquecível.

A caminhada ao topo do morro do Leme, onde fica localizado o forte, foi a última atividade do dia e os visitantes aproveitaram a bela paisagem natural da região, cercada por mata e vegetação. O passeio proporcionou conhecimentos importantes sobre alguns episódios marcantes para o país: “na caminhada ecológica, o guia fornece informações interessantes e no Forte aprendemos um pouco da história do Brasil e da logística utilizada pelo exército para impedir a ação de forças hostis a nossa nação”, explicou Roberto. O aluno Mateus Silva, 13 anos, da categoria Mini 4×4, ficou impressionado: “foi o melhor passeio que eu já fiz!”, afirmou sorrindo.

Professor de voleibol, Roberto Lopes, e aluno do projeto Vôlei em Rede aproveitam a paisagem natural.

Todos foram embora satisfeitos com a visita e o professor Roberto já planeja sua volta ao Forte do Leme: “conviver com o pessoal do projeto Esporte em Ação – Núcleo Forte do Leme era um sonho antigo, pois eu tenho uma grande admiração pelo trabalho de excelência realizado por este núcleo, deu para matar um pouquinho da vontade. Eu espero retornar outras vezes a fim de aprimorar meus conhecimentos de voleibol de praia e de quadra”, frisou animado.

Parceiros do Núcleo Forte do Leme – Rio/RJ: Exército Brasileiro (Centro de Estudos de Pessoal) e editora Sextante.

Parceiros dos Núcleos Rio/RJ: Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro e Unilever.

Festival de minivôlei do Núcleo Higienópolis – Rio/RJ destaca o trabalho realizado pelo projeto Vôlei em Rede

Adolescentes participam do festival de minivôlei do Núcleo Higienópolis.

Quinta-feira, 28 de novembro, foi dia de festival de minivôlei no Núcleo Higienópolis – Rio/RJ. As quadras da Escola Municipal Alcide de Gasperi ficaram cheias, no período da manhã e da tarde, com os alunos das categorias Mini 3×3, Mini 4×4 e Vôlei do projeto Vôlei em Rede, que estavam contentes por participarem do evento.  Além deles, estavam presentes o pessoal da direção, coordenação e os funcionários da escola sede do núcleo.

O festival iniciou com as boas vindas da diretora Kátia Valéria Corbacho e durante sua recepção calorosa, afirmou se sentir honrada pela escola ser sede de um dos dez núcleos do projeto espalhados pela capital carioca. “O projeto Vôlei em Rede vem acrescentando cada vez mais a nossa escola, abrilhantando e promovendo lazer e cidadania”, enfatizou Kátia. A professora do Núcleo Higienópolis, Rosane Muricy, reforçou a importância dos alunos nas aulas de voleibol e explicou como aconteceria o festival.

Jogos de voleibol incentivam a prática esportiva e de valores como responsabilidade e respeito.

Desde então, a diversão esteve garantida nas duas quadras de minivôlei montadas para as crianças e adolescentes das categorias Mini 3×3 e Mini 4×4 do período da manhã. Todos puderam praticar os valores ensinados no projeto como, por exemplo, o respeito na hora de decidir as equipes, já que essa tarefa era responsabilidade dos próprios alunos. Os adolescentes mais experientes da categoria Vôlei se dedicaram na arbitragem dos jogos. A aluna Ludmila da Silva, 14 anos, da categoria Mini 4×4, ficou encantada com o evento: “entrei para o projeto esse mês e é a primeira vez que eu participo de um festival. Espero que tenha mais vezes outros tão bons como esse aqui na escola”, contou.

Para que os participantes pudessem aproveitar ao máximo o festival, as partidas de voleibol aconteceram em formato de rodízio de cinco e depois de três pontos. Ao final da primeira etapa do evento, os alunos foram premiados com brindes e medalhas e desfrutaram de uma saborosa refeição com pratos de doces e salgados levados por eles mesmos. “Gostei muito do festival. Foi tudo ótimo e aprendi a colaborar! Foi um dia de muita alegria!”, revelou a aluna Larissa Cristina de Abreu, 12 anos, da categoria Mini 3×3.

Evento é motivo de alegria e orgulho entre a professora e os alunos do projeto Vôlei em Rede.

À tarde, os alunos de outra turma da categoria Mini 4×4 também foram recepcionados pela professora do núcleo com palavras estimulantes. Ela enfatizou a importância deles estarem ali reunidos e de vivenciarem os valores aprendidos nas aulas durante o festival. Os jogos foram realizados da mesma maneira, como no período da manhã, mas com quadras apenas desta categoria do minivôlei. Os adolescentes também foram premiados e participaram do lanhe de confraternização. “Eu me sinto privilegiada de participar do projeto Vôlei em Rede porque é muito bom toda terça e quinta me exercitando. O festival foi ótimo!”, disse a aluna Aline do Monte, 12 anos, da categoria Mini 4×4.

A professora Rosane gostou do resultado do evento: “foi mais um dia inesquecível na vida dessas crianças. Tudo transcorreu num clima de alegria e amizade. Era visível o brilho nos olhos, a apreensão antes dos jogos, o fascínio pelas medalhas, o desejo pelos brindes, a expectativa pelo começo do evento e a motivação após o término. Os valores foram trabalhados plenamente alcançando os objetivos propostos e esperados para ajudá-los na formação da cidadania”, avalia.

Parceiros dos Núcleos Rio/RJ: Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro e Unilever.

Fotos: Divulgação IC. 

Festival dos Aniversariantes 2013 é motivo de festa para o Núcleo Inhaúma, no Rio de Janeiro

Crianças e adolescentes do Núcleo Inhaúma – Rio de Janeiro/RJ participam do Festival dos Aniversariantes 2013.

O Núcleo Inhaúma – Rio de Janeiro/RJ esteve em festa no dia 17 de outubro, com o Festival dos Aniversariantes de 2013. Os alunos se divertiram muito jogando minivôlei nas cinco quadras que foram montadas na Quadra Poliesportiva Luiza Helena Maia Medeiros, na Escola Municipal Ceará, onde acontecem as aulas do núcleo. O evento reuniu aproximadamente 60 alunos participantes das categorias Mini 3×3, Mini 4×4 e de duas turmas da escola que não fazem parte do projeto Vôlei em Rede.

As partidas de voleibol aconteceram ao som de músicas animadas e os próprios alunos ficaram encarregados de cuidar dessa parte. Além disso, eles também praticaram a responsabilidade ao organizarem os jogos e a autonomia ao escolher onde e com quem jogar. O festival só parou para o lanche, com salgadinhos e bolo para os aniversariantes. Em seguida todos voltaram para as quadras. “O festival foi muito legal! Os alunos se divertiram, desenvolveram seus conhecimentos sobre minivôlei e se socializaram com alunos das duas turmas convidadas!”, comentou o professor do Núcleo Inhaúma, Roberto Lopes.

Evento conta com festa de comemoração.

A aluna Meyre Ruth, 13 anos, da categoria Mini 3×3, encontrou vários pontos positivos no evento. “Gostei do Festival! Foi divertido, diferente, onde todos distraíram a cabeça. Gostei de jogar com quem não sabia, tive a oportunidade de ensinar!”, revelou. O colega da mesma categoria, Guilherme Rangel, 12 anos, destacou um valor praticado durante as partidas de voleibol: “achei muito legal! O que mais gostei foi do respeito entre os jogadores!”, concluiu. O professor Roberto também ficou satisfeito: “Parabéns aos alunos da Escola Municipal Ceará! Eles fizeram uma ótima festa, muitos anos de vida para todos nós!”, festejou.

 

Parceiros dos Núcleos Rio/RJ: Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro e Unilever.

Fotos: divulgação IC. 

Jovens da Rejupe e do projeto Vôlei em Rede do Rio de Janeiro participam do Tribunal dos Megaeventos Esportivos no Brasil

Kassia de Lima e Deyvid Barreto estudam o assunto do encontro realizado no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB-RJ).

Pensando no legado esportivo que a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016 deixarão para o país, jovens da Rejupe (Rede de Adolescentes e Jovens pelo Direito ao Esporte Seguro e Inclusivo) organizaram, no dia 23 de setembro, o Tribunal dos Megaeventos Esportivos no Brasil, uma realização das ONGs streetfootballworld e Bem-TV, com parceria do Unicef. O objetivo era refletir, ampliar o debate, mobilizar a sociedade e dialogar com o poder público sobre as questões mais importantes do tema. O Instituto Compartilhar foi representado por dois alunos do Núcleo Inhaúma – Rio/RJ do projeto Vôlei em Rede, Deyvid Barreto, 14 anos e Kassia de Lima, 15 anos, ambos da categoria Vôlei.

Participantes do evento reúnem-se e debatem o tema do legado esportivo no Brasil.

Os participantes foram divididos em três grupos – advogados de defesa, promotores e júri – para defender e acusar os megaeventos esportivos. Deyvid Barreto gostou do tribunal. “Enriqueceu-me participar de um julgamento, fazer parte da promotoria, realizar um trabalho em grupo com pessoas que eu não conhecia e ter a oportunidade de fazer novas amizades”, revelou satisfeito. Kassia concorda com o colega: “foi uma experiência ótima! Aprendi bastante coisa, levarei essa experiência para vida toda!”.

Kassia de Lima apresenta argumentos no Tribunal dos Megaeventos Esportivos no Brasil.

O Tribunal dos Megaeventos Esportivos no Brasil, realizado no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB-RJ) também tinha como objetivo chamar a atenção das autoridades e figuras públicas sobre os principais assuntos acerca do tema e, por isso, no final do evento foi produzida uma carta aos órgãos responsáveis. “O debate foi maravilhoso! Pudemos apresentar nossas ideias e mostrar nossas opiniões. No final do debate foi feito um documento que será apresentado para as autoridades organizadoras dos eventos”, afirmou Kassia. Segundo Márcia Correa e Castro, coordenadora da Bem-TV e mediadora do tribunal, a ideia é que o resultado da reflexão não fique só na intenção.

Fonte Texto: Rejupe – Rede de Adolescentes e Jovens pelo Direito ao Esporte Seguro e Inclusivo. Disponível em: < http://rejupe.org.br/component/content/article/25/560-rejuperj-discute-legado-dos-megaeventos->.

Fotos: Divulgação IC.

Notícias Recentes
Leia Mais
7 de abril de 2016
Núcleo Natal/RN recebe visita técnica da analista de projetos do Instituto Compartilhar, Kátia Keller, e encontro é bastante produtivo

Em outra matéria os destaques foram as visitas técnicas realizadas aos núcleos socioesportivos…

Leia Mais
5 de abril de 2016
Profissionais e acadêmicos da área da saúde dão dicas importantes aos alunos do Núcleo Natal/RN do projeto Vôlei em Rede

Orientações de primeiros socorros conquistaram a atenção das crianças e adolescentes do Núcleo…

Leia Mais
1 de abril de 2016
Biblioteca Núcleo Guaratuba é inaugurada e incentiva alunos a desenvolverem o hábito da leitura

Idealizada pela professora de educação física Cássia Graciotto, a Biblioteca Núcleo Guaratuba –…

Leia Mais
Alunos ficam motivados após primeiro festival de 2016 nos Núcleos Lagoa Santa/MG

As crianças e adolescentes dos núcleos Campinho e Santos Dumont – Lagoa Santa/MG…

Leia Mais
31 de março de 2016
Visitas técnicas são realizadas em vários núcleos socioesportivos do Instituto Compartilhar espalhados pelo Brasil

Durante o mês de março a analista de projetos do Instituto Compartilhar, Kátia…

Leia Mais
24 de março de 2016
Em clima de diversão, crianças e adolescentes do Núcleo Central – Curitiba/PR conhecem o significado dos elementos que representam a Páscoa

Mistério, felicidade, atividade física e, é claro, voleibol resumem a comemoração da Páscoa…

Leia Mais
20 de março de 2016
Núcleo Natal/RN participa da 3ª Caminhada pela Inclusão em comemoração ao Dia Internacional da Síndrome de Down

Os alunos do Núcleo Natal/RN saíram pelas ruas da cidade no domingo, 20…

Leia Mais
4 de março de 2016
Viagem ao Rio de Janeiro/RJ marca formatura dos alunos do Núcleo Central, em Curitiba

A dedicação de mais de 20 adolescentes do projeto Núcleos de Iniciação ao…

Leia Mais
22 de fevereiro de 2016
Evento no Núcleo Natal/RN tem como tema principal a prevenção de doenças como Dengue e Zika Vírus

Com mais de sete mil casos de suspeita de dengue registrados na cidade…